Dez passos importantes para trabalhar por conta própria

Trabalhar por conta próprio é o desejo de muitas pessoas, que buscam mais independência e poder de decisão sobre suas ações, sem estar subordinado a uma empresa.

Se, por um lado, permite mais liberdade e flexibilidade ao ser dono do próprio negocio, isso também acarreta em maior responsabilidade e dedicação. Trabalhar por conta própria para ser bem sucedido, é necessário dedicar mais horas do dia ao trabalho, abrir mão de finais de semana, férias e feriados, até conseguir estabilidade financeira.

O que é um trabalhador autônomo?

O site Âmbito Jurídico define o trabalhador autônomo como: “Conceito: Trabalhador Autônomo é todo aquele que exerce sua atividade profissional sem vínculo empregatício, por conta própria e com assunção de seus próprios riscos. A prestação de serviços é de forma eventual e não habitual.

Os passos para se tornar um trabalhador autônomo

1- Especialização: Ter conhecimento sobre a área de atuação é fundamental para ter sucesso, isso pode ser por experiência como funcionário em determinado setor, ou mesmo após a realização de cursos.

2- Afinidade: Ter experiência na área e buscar cursos de aperfeiçoamento são importantes, mas não pode deixar de lado a afinidade, gostar do que está fazendo e saber lidar com o seu publico alvo.

3- Saber vender: Ter um bom produto ou serviço, é tão importante quando saber vende-lo, e isso está relacionado a afinidade e conhecimento. Ser um bom vendedor, pode ser apreendido por meios de cursos e técnicas de vendas.

4- Conhecer o mercado: O Conhecimento é a chave de todo o sucesso, e quando se trata de trabalhar por conta própria, não seria diferente. Por isso, é preciso conhecer bem o mercado onde deseja atuar, é isso está relacionado aos concorrentes, se há demanda pelo serviço e o publico alvo em sua região, bairro ou cidade.

Os passos para se tornar um trabalhador autônomo

5- Planejamento: Um bom planejamento é fundamental para ter controle de todos os aspectos relacionados ao seu serviço, isso facilita na hora de cumprir metas e datas de entregas, por exemplo. O Planejamento também ajuda a administrar as finanças e e trabalhar com crescimento em escala, ou seja, não querer abraçar o mundo com as mãos, assumir riscos que não esteja preparado.

6- Resiliência: O inicio de qualquer projeto, principalmente quando não há muito dinheiro para investir, pode apresentar alguns desafios e contratempos, por isso ter determinação é fundamental.

Aqui entra um perfil importante para um trabalhador autônomo ou empreendedor, que é a capacidade a resiliência, ou seja, saber lidar com os problemas que vão surgindo e  adaptar-se a mudanças, superando obstáculos, bem como resistir à pressão de situações adversas.

7- Ter foco: Um erro comum em trabalhar por conta, é perder o foco. É preciso ter os objetivos bem claros e ser determinado a cumprir ao que foi proposto. É necessário cumprir a risca o horário de jornada, ter um rotina de trabalho com horário definida e clara.

8- Regularização 1: Trabalhar por conta própria é assumir alguns riscos como doenças, por isso é preciso estar em dia com o recolhimento do INSS. Isso pode ser feito por meio do carnê mensal vendido em papelarias. Basta preencher com as informações e fazer os pagamentos em dias.

Dependendo dos ganhos mensais, é preciso prestar conta com a Receita Federal, pagando o imposto de renda de pessoa física IRPF. No âmbito municipal o recolhimento fica por conta do ISS – Imposto Sobre Serviços.

9- Regularização 2: A solução mais prática e econômica dependendo do faturamento e crescimento do seu trabalho, é abrir uma empresa.
O Governo Federal, permite a abertura de empresa como Micro Empreendedor Individual, também conhecido como MEI.

De maneira simples e rápida o Micro Empreendedor Individual, terá um numero de CNPJ, cadastro estadual e municipal. Isso facilita na hora de emissão de notas fiscal, oferecer seus serviços para grandes empresas e conseguir empréstimos em bancos com juros menor.

10- Ser um empreendedor: Trabalhar por conta própria como autônomo está mais relacionado as funções ou atividades existentes, não necessita exatamente criar algo novo.

Essa modalidade de serviço, atualmente está associada ao empreendedorismo, palavra que vai além de um simples modismo, para uma realizada de um mercado cada vez mais competitivo e dinâmico.

A diferença entre ser um empreendedor, está na disposição ou capacidade de idealizar, coordenar e realizar projetos, serviços e novos negócios.

Aqui é preciso ter um foco empresarial, descobrir novas oportunidades, criar necessidades e conquistar o mercado com novas soluções.

Trabalhar a partir de casa | Ideias de negócios para montar Trabalhar em casa vem se tornando uma opção para muitos empreendedores, que decidiram abrir um negócio próprio. Apesar das inúmeras oportunidades, esc...
10 formas de montar um negócio em casa Trabalhar em casa por conta própria, não é uma atividade nova, porem na era do empreendedorismo, para muitas pessoas, essa deixou de ser algo para com...
Os 7 Segredos para abrir negócio próprio sem sair do emprego Todo mundo sonha em ser dono do próprio negócio e se tornar um empreendedor de sucesso. Mas muitos têm medo de abrir mão da segurança do emprego com c...
15 Áreas para atuar como Microempreendedor em casa São mais de 480 áreas de atuação permitidas na modalidade de Microempreendedor Individual - MEI. Com tantas opções de atuação, muitas pessoas estão de...

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta