Conheça a história do cantor Antônio Marcos

Um garoto do subúrbio paulistano, que cresceu soltando pipas, brincando no meio das estreitas vielas de sua vila. Correndo de um lado para o outro como tantos outros moleques da rua de um bairro operário à leste da cidade, nas décadas de 1940 e 1950. Um dia cresce, torna homem, e seu talento supera as fronteiras da cidade.

Conquista o Brasil, fama, mulheres bonitas e milhões de fãs suspiram quando, ouvem sua voz traduzindo em letras e melodias todo seu amor, conflitos e sentimentos.

Um sujeito carismático, boa praça, conquistador com ar de galã, que adorava uma conversa de botequim entre amigos.

Um dia esse mesmo garoto, que se tornou homem, que conquistou o Brasil, segue uma sina, um roteiro quase de um filme hollywoodiano sucesso, fama, angustia, alcoolismo e morte.

Biografia do Cantor Antônio Marcos

Pois é, parece um roteiro de filme, mas essa é um pouco da historia do cantor Antônio Marcos, nascido no dia 08 de novembro de 1945 em São Miguel Paulista, região localizada no extremo leste da cidade de São Paulo, um dos seus mais ilustres filhos e que nunca esqueceu suas origens, afinal a sua história está intrinsecamente ligada com a história de São Miguel Paulista, com o seu desenvolvimento, ascensão e decadência, tendo como figura de fundo a companhia Nitro Química do Brasil, indústria que trouxe desenvolvimento para o bairro e tambem responsável pelo nascimento de uma grande estrela.

Antônio Marcos no inicio da década de 1960 em plena adolescência e energia característica de um rapaz de 17 anos, participava de show de calouros no Clube de Regatas da Nitro, sempre realizado nos finais de semana, uma das principais opções de lazer para os moradores e operarias da empresa, e foi em um desses shows organizados e comandado por Albertino Nobre que o mundo começava a conhecer a voz e carisma do cantor Antônio Marcos ou Toninho como carinhosamente era conhecido pelos seus amigos, um homem que tinha poesia até no nome (Antônio Marcos Pensamento da Silva)

Nascido de família humilde, filho de pai poeta um dos primeiros incentivadores da carreira e mãe compositora, Dona Eunice Barbosa responsável por belíssimas canções imortalizadas nas vozes de Jessé, Roberto Carlos e Nelson Ned.

Com um DNA artístico e poético tão forte, a escalada para o sucesso, foi inevitável, apesar das barreiras e distancias de São Miguel Paulista para os grandes centros e dificuldades de locomoção, tendo nos trens seu principal meio de transportes públicos na época.

Nascendo Uma Estrela

Em uma de suas apresentações como calouro do Clube de Regatas da Nitro, estava presente entre os jurados, Magno Salermo, então produtor da antiga TV Tupi que encantado com o talento de Antônio Marcos o convidou para a sua primeira participação em um programa de televisivo, nesse momento, o céu era o limite para uma carreira meteórica e brilhante daquele garoto, nascido em família humilde no estremo leste chegava ao centro do universo.

A Carreira de Antônio Marcos

Entre os anos de 1960 e 1962, toda a versatilidade de Antônio Marcos foi posto em prova e não titubeou, tornando um dos destaques do programa de rádio de Estevam Sangirardi.

Em 1967 já integrante da banda “Os Iguais” grava o seu primeiro disco, mas foi em 1968 em sua carreira solo embalsamando corações apaixonados com  a musica “Tenho um amor melhor que o seu” ele ganha de vez os louros da fama, a musica é de autoria de Roberto Carlos, mas caiu como uma luva em sua voz, sendo uma das mais ouvidas daquele ano e lembrada até hoje pelos seus fãs.

Depois disso tudo foi muito rápido na vida de Antônio Marcos, quatro casamentos, sendo dois emblemáticos com musas de sua época a cantora Vanusa e a atriz Débora Duarte. Vierem também, diversos sucessos, participações em filmes, novelas, programas de TV, rádio, shows em Nova York, capa de revistas etc.

Mas, nem tudo são flores na vida desse astro. Uma delicada relação com o alcoolismo, doença que foi minando toda sua energia e apagando o brilho. E, uma das maiores estrelas nascida em São Miguel Paulista, teve um triste desfecho no dia cinco de abril de 1992.

Vitima de uma parada cardiorrespiratória, devido a complicações renais, ás 22 horas, morria aos 46 anos um mito de São Miguel Paulista e nascia uma lenda.  Um garoto do subúrbio paulistano, que cresceu soltando pipas, brincando no meio do mato, comprando doces na venda próxima de sua casa, que sonhou cantar como Elvis Presley,  que cresceu,  que soltou sua voz, que conquistou corações e deixou saudades na memória de milhões de fãs espalhados por todo Brasil.

Vem,
Que o tempo pode
Afastar nós dois
Não deixe tanta vida
Pra depois
Eu só preciso saber….. como vai você
” (Antônio Marcos) 

Por: Davi Sant Anna 134 Artigos Contato
Formado em psicologia, e pós-graduando pela COGEAE - PUC-SP. Trabalhou por 18 anos no SENAC São Paulo, nas áreas de administração, e na coordenação de pós-graduação em gestão, turismo e gastronomia.Escreve sobre comportamento, educação e estilo de vida.