Conheça o curso Técnico em Podologia, que forma profissionais capacitados a prevenir e tratar problemas recorrentes nas unhas e nos pés, buscando a promoção da saúde e do bem-estar.

Curso Técnico em Podologia

Área de Atuação do Técnico em Podologia: Associações desportivas; Centros de atendimento a idosos; Clínicas de reabilitação; Clínicas podológicas; Hospitais; Instituições de saúde; Institutos de longa permanência (IPL); Profissional autônomo e Unidades Básicas de Saúde.

O Técnico em Podologia será habilitado para: Realizar ações de promoção da saúde e de prevenção das podopatias. Avaliar condições da pele e anexos dos pés;

Identificar lesões elementares externas dos pés e realizar procedimentos podológicos em diferentes tipos de afecções, utilizando técnicas de desbastamento e de correção das unhas;

Aplicar medicamentos tópicos prescritos em receitas médicas e curativos, em conformidade com as normas e legislações vigentes;

Selecionar e executar procedimentos de higienização, proteção, tratamento e manutenção;

Utilizar técnicas manuais e equipamentos para podologia; Utilizar técnicas de acordo com as características anatômicas, fisiológicas e fisiopatológicas dos pés; Selecionar e aplicar procedimentos de profilaxia do ambiente e dos instrumentais.

Para a atuação como Técnico em Podologia, são fundamentais: Conhecimentos das políticas públicas de saúde e compreensão da atuação profissional frente às diretrizes, aos princípios e à estrutura organizacional do Sistema Único de Saúde (SUS);

Conhecimentos e saberes relacionados aos princípios das técnicas aplicadas na área, sempre pautados numa postura humana e ética;

Organização, responsabilidade, iniciativa social; Atualização e aperfeiçoamento profissional por meio da educação continuada.

Com base no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT) disciplina a oferta de cursos de educação profissional técnica de nível médio, a partir de 2021.

Carga horária mínima do curso Técnico em Podologia

O curso terá duração estimada de um ano e meio, com carga horária mínima de 1200 horas. Essa duração é estimada para a forma subsequente.

O curso, na modalidade presencial, poderá prever até 20% da sua carga horária diária em atividades não presenciais.

O curso poderá ser realizado na modalidade EaD com, no mínimo, 50% da carga horária em atividades presenciais, nos termos das normas específicas.

A instituição, ofertante do curso, poderá desenvolver a carga horária em regime de alternância, com períodos de estudos na escola e outros períodos no campo/local de trabalho.

Além da carga horária mínima prevista, o curso deverá ter estágio curricular supervisionado obrigatório com carga horária mínima de 400 horas, conforme legislações/normativas específicas, ou a critério do projeto pedagógico da instituição ofertante do curso.