O curso técnico em eletrônica forma um profissional apto a desenvolver projetos eletrônicos, a instalar, montar e realizar manutenção em sistemas eletrônicos diversos.

Curso Técnico em Eletrônica: Bolsas de estudo e mercado de trabalho

Os profissionais formados num curso de eletrônica encontram oportunidades de trabalho em diversos setores econômicos do Brasil. As indústrias são as principais beneficiadas pela qualificação de profissionais que trabalham com eletrônica, e acabam absorvendo grande parte desses trabalhadores.

Os cursos de eletrônica formam o profissional apto a trabalhar com sistemas de eletricidade e todos os conceitos que envolvem a área. O curso capacita os trabalhadores para atuarem no planejamento, supervisão e execução de projetos eletroeletrônicos.

Esses profissionais são muito desejados nas grandes plantas industriais que trabalham com automação da manufatura, equipamentos e subsistemas. O técnico em eletrônica pode ajudar tanto na instalação quanto na manutenção dos sistemas elétricos de uma organização.

A formação do técnico em eletrônica

Os cursos profissionalizantes com formação técnica contam com matérias específicas sobre eletricidade, desenho técnico, eletrônica analógica, informática, circuitos, automação, redes de comunicação de dados e muito mais. O profissional deve receber uma formação integral para conseguir se destacar no mercado de trabalho.

Existem muitas escolas que oferecem cursos destinados a essa área de conhecimento. Em muitos casos, é possível optar pelo curso técnico integrado ao ensino médio. Muitas escolas particulares oferecem essa opção.

Agora, quem busca por oportunidades mais econômicas e qualificadas de formação pode contar com os cursos oferecidos pelo SENAI, que são reconhecidos no Brasil por terem um excelente currículo e por formarem profissionais realmente capacitados para atenderem as demandas e as necessidades do mercado.

Escolas técnicas estaduais e federais também oferecem o curso de eletrônica gratuitamente. Para entrar nesses cursos, os estudantes precisam passar por um processo de seleção. Alguns exemplos de instituições públicas que oferecem o curso são a Etec, a Fatec e a Escola Técnica Federal.

Hoje, também existem muitos cursos oferecidos à distância. É possível encontrar esse curso no Instituto Monitor e, também, no Instituto Universal Brasileiro, duas instituições que estão há muitos anos trabalhando com ensino à distância e que, por isso, têm credibilidade no mercado.

Para ingressar no curso de eletrônica, os estudantes precisam ter concluído ou estarem cursando o Ensino Médio. O curso de eletrônica é uma boa forma de entrar no mercado de trabalho, pois a demanda por esse tipo de profissional não para de crescer no Brasil.