Química | Curso, Mercado de Trabalho e Profissão

O profissional formado em Química conduz estudos sobre a matéria, sua composição e também sobre as suas propriedades. Ele examina elementos e compostos para conhecer mais profundamente suas características, tanto físicas quanto químicas.

Portanto, o químico analisa a toxicidade e dureza das substâncias, por exemplo, e como elas respondem a diferentes condições de pressão e temperatura, entre outras variáveis.

Nas indústrias químicas, suas funções incluem pesquisas de novos materiais, controle de produção e realização de testes de qualidade. Em adição, o químico pode também desenvolver projetos para instalações nas fábricas e revisar equipamentos.

Descrição do curso Química

A graduação em Química tem duração de 4 anos e foca em disciplinas generalistas nas seguintes áreas: química orgânica, inorgânica, fisioquímica e analítica. Há aulas teóricas e atividades práticas em laboratório. A partir do terceiro ano do curso, o estudante começa a ter matérias sobre cinética química, ambiental, experimental, análise de solo e bioquímica. Aqueles que optarem pela licenciatura tem ainda cadeiras de pedagogia. É obrigatório que o aluno faça estágio para se formar.

Mercado de trabalho graduado em Química

O mercado de trabalho para químicos oferece oportunidades em diversos setores, como a indústria petroquímica, alimentícia, do papel e celulose, de polímeros, entre outras. Pode ainda atuar na produção de fertilizantes, cosméticos, tintas e na criação de máquinas para a indústria química.

Destaca-se ainda um segmento com grande potencial a ser explorado: o de pesquisa e utilização de recursos químicos renováveis. As melhores perspectivas se concentram nas regiões que contam com polos petroquímicos como São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia e Pernambuco.

Área de atuação / Profissão Químico

Um dos maiores focos da licenciatura em Química é o magistério. O químico é capacitado para dar aulas em colégios de Ensino Fundamental e Médio. Ele também pode se dedicar à pesquisa em universidades, institutos de pesquisa, em indústrias ou em entidades governamentais.

Quem se interessar por química ambiental será responsável por efetuar vistorias, avaliações e relatórios para estabelecer ações de preservação das riquezas naturais. Para tanto, os químicos criam e acompanham os sistemas para tratamento de resíduos provenientes das indústrias com o objetivo de evitar contaminações.
A química forense dedica-se a inspeções e exames baseados em evidências para auxiliar na elucidação de crimes. Por fim, esses especialistas são incumbidos da operação de equipamentos, instalações e procedimentos industriais.