Saiba como comprar parcelado no carnê da Lojas CEM, confira o passo a passo e documentos necessários para abrir um crediário. Ao optar pelo parcelamento via carnê, você poderá comprar qualquer item da loja, desde que atendam aos requisitos da mesma. Com isso, fica ainda mais fácil renovar os móveis da casa, trocar o guarda-roupa, comprar um televisor novo, ou mesmo um modelo mais recente de smartphone.

Crediário Lojas CEM: como comprar parcelado no carnê

Sem opção de vendas online, a Lojas CEM aposta no crediário para se manter competitiva e conquistar mais clientes. Foi-se o tempo em que abrir um crediário era sinônimo de burocracia, demora e constrangimento. Afinal, foram esses os motivos que levaram os consumidores brasileiros acostumados ao popular carnê, migrar para o cartão de crédito.

Já, as Lojas CEM, buscou otimizar este processo, tendo no carnê seu principal carro chefe para alavancar as vendas. Uma estratégia bem diferente, indo na contramão das concorrentes que têm aumentado a aposta em meios de pagamentos digitais, como cartões de crédito próprio ou co-branded, feito em parceria com uma instituição financeira, nas bandeiras Visa, Mastercard e Elo, por exemplo.

Saiba como abrir um crediário na Lojas CEM

Sem burocracia carnê Lojas CEM é feito direto com o vendedor e aprovado na própria loja

Acúmulo de atividades, excesso de compromissos vem tornando o tempo cada vez mais escasso na vida moderna. E isso interfere diretamente na percepção de compras do consumidor. Por isso, melhorar a experiência de compra dos seus clientes, foi um dos principais objetivos que fizeram as Lojas CEM agilizar o seu processo de aprovação do crediário.

Com isso, mesmo não apostando no e-commerce, é a terceira maior varejista de eletrodomésticos e móveis do País, sendo que 70% das vendas efetuadas pela rede são feitas no Carnê Lojas CEM, além disso, o pagamento do mesmo somente pode ser realizado exclusivamente na loja.

Não utilizar lotéricas ou bancos para o pagamento do carnê trouxe outro benefício para a loja. Visto que aumentou a taxa de recompra. Ou seja, 85% dos consumidores retornam para comprar na rede, demonstrando também, que a taxa de inadimplência é reduzida.

O que precisa para fazer um carnê na Lojas CEM?

No sistema tradicional, o consumidor é atendido pelo vendedor que efetua uma pré-venda e o encaminha ao departamento de crediário, que assume todo o processo burocrático junto à central de crédito.

Já, nas Lojas CEM, todo esse processo é feito direto com o vendedor e aprovado na loja, sem burocracia e de forma mais rápida.

Reduzir a burocracia e agilizar o processo de aprovação do crediário foi um fator crucial para a rede se manter competitiva no mercado.

Então vamos lá. Para solicitar a abertura de um crediário na Lojas CEM, você precisa dirigir-se até uma loja mais próxima. Ou seja, todo esse procedimento somente pode ser feito pessoalmente, nunca aceite serviços de terceiro, tão pouco empreste seu nome para outras pessoas. Abaixo, segue alguns documentos que podem ser exigidos para a provação de análise de crédito:

  • Identificação: (cópias e originais dos documentos de identificação, RG e CPF, também pode ser feita o uso da CNH);
  • Rendimentos: (comprovante de rendimento, que pode ser holerite, extrato bancário dos últimos três meses ou última declaração do imposto de renda. No caso de Pessoa Jurídica ou trabalhador autônomo você pode levar pró-labore ou comprovante de pagamento de taxas sobre notas emitidas.);
  • Correspondências: ( algum documento que comprove o seu endereço, nesse caso, pode ser uma conta recente de água, luz ou telefone que esteja em seu nome ou no de seu cônjuge. Outro tipo de comprovação de renda deverá ser analisada diretamente na loja).

Esses são alguns exemplos de documentos exigidos para a abertura do carnê na Lojas CEM. Além disso, é importante ter pelo menos um número telefônico para contato, bem como, ter mais de 18 anos. Neste cadastro, será feita uma análise para a aprovação de crédito. Esse é um procedimento praticado por todas as lojas que atuam com Crédito Direto ao Consumidor.