Tia Elvira e As quatro estações

A década de 1980 chegara ao fim, Tia Elvira não entendia a melancolia eufórica dos trintões que diziam aos quatro cantos que terminou a década mais alegra da história, como se, eles tivessem vividos outras décadas no auge de suas juventudes para poder fazer tal afirmação.

Tia Elvira não vislumbrou com os anos 80, bem como não via coisas boas na década que acabara de entrar, anos da nova democracia e o povo votando no collorido presidente da televisão.

Após a perda da gestação em uma cela do DOPS, ela nunca mais se interessou por política ou qualquer causa social, mas ela sabia que os anos de chumbo não destruíram apenas os seus sonhos, criaram uma geração de cachorrinhos que não latem, mas também não abanam o rabo, como diziam Millor Fernandes.

Seu único sobrinho com o qual ela morou de favore por um tempo, chegou em casa todo eufórico com um novo LP que comprou em 12 prestações com o primeiro salários de Office Boy.

Tia Elvira olhava cética para a empolgação do seu sobrinho e pensava como uma banda de moleques formados na capital brasileira tem alguma coisa a dizer de interessante, Tia Elvira deixou de acreditar no poder e nas ideologias da juventude, sempre dizia para o seu inico sobrinho que ele era mais um sonhador utópico e conhecia essa história de cor e saltiado com seus personagens mutantes com a ação do tempo.

Em uma manhã do mês de agosto de 1990, Tia Elvira acorde assuatada de um sonho recorrente, troca-se rapidamente e começa a mexer em velhos documentos e fotografias amareladas. Os velhos documentos são como um elexir de felicidade para ela, a unica coisa que lhe acalma de seus pesadelos é olhar por horas uma foto dela sentada em uma motocicleta e um cachimbo na mão, sempre que olhava na foto exclamava sobre o seu sorriso, como era lindo e radiante, como era cheio de juventude e conquistador!

Sem perceber, suas memórias estavam envolvidas pela trilha sonora do LP que seu sobrinho havia comprado, ela do quarto ouvia todas as faixas desse album enquanto seu sobrinho na sala entrava em transe.

Há Tempos, Quando o Sol Bater na Janela do Teu Quarto e Se Fiquei Esperando Meu Amor Passar, as musica entravam em sua mente como um mantra e quando ouviu Pais e Filhos, lembrou do seu filho de nome Brasil Livre abortado em uma cela do DOPS, e por coicidencia Aborto Elétrico era o primeiro nome da banda que acabara de descobri.

Após seu sobrinho sair, Tia elvira correu para a sala e ligou o aparelho de som e reviveu as quatro estações de sua vida, sendo que o inverno ele vivera por mais tempo.

No dia 11 de agosto de 1990 após sacar algumas economias da poupança, Tia Elvira chega para o seu sobrinho lhe convida para assisitir a um *show daquela banda do LP, seu sobrinho surpreso e espantado diz não entender nada, ela apenas diz ” na vida tempos apenas quatro estações, a juventude é a primavera, viva a sua, pois quando os jovens deixam de sonhar, tornam-se utópicos e eu não conheço essa história de cor e saltiado!

….. são crianças como você, o que você vai ser quando você crescer….

* No dia 11 de agosto de 1990, aconteceu na cidade de São Paulo, o show da banda Legião Urbana, com a turnê “As quatro estações”

*Nos dias 11 e 12 de agosto de 1990 no Parque Antártica, em São Paulo, milhares de pessoas ou legionários assistiram ao show “Legião Urbana As Quatro Estações”, um show antológico com a banda Legião Urbana em sua melhor forma e um repertório muito forte, mistico e profético, e claro, com Tia Elvira na Platéia!

Cultura

A década de 1980 chegara ao fim, Tia Elvira não entendia a melancolia eufórica dos trintões que diziam aos quatro cantos que terminou a década mais alegra da história, como se, eles tivessem vividos outras décadas no auge de suas juventudes para poder fazer tal afirmação. Tia Elvira não vislumbrou com os anos 80, bem … … Continuar lendo