Em um mundo globalizado, o mercado de trabalho passa por constantes transformações. Por isso, está preparado para concorrer às melhores vagas de emprego, requer planejamento e investimento em estudos. Isso é válido tanto para quem deseja fazer um curso de graduação ou na área técnica.

Saber quais profissões estará em alta nos próximos anos, é um fator determinante para a gestão de carreira. Investir na profissão errada, em um mercado competitivo, pode não ser a melhor escolha.

Para ter bons resultados é importante que os profissionais apresentem uma capacidade mais estratégica. Um conhecimento analítico, além de ter atenção em relação com os números e precisões.

Para muitos, isso pode ser uma dura realizada, mas sim, o mercado determina as suas escolhas. É claro, existem suas exceções, há profissionais que atuam em áreas nas quais sempre sonharam, sejam por competência e habilidade no que faz, seja por uma realização pessoal.

Por outro lado, é preciso também ficar atento ao mercado, pois esta, dita a tendência das profissões que terão ou não as melhores e maiores ofertas de emprego.

Conheça as profissões que estão em alta no mercado de trabalho

As profissões em alta no mercado de trabalho, sejam no setor de serviços ou produtivo, na maior parte possui relação com áreas técnicas e o universo digital. Para se destacar e ganhar participação no mercado é preciso escolher o segmento que garanta o aumento da receita.

Para conhecer melhor as oportunidades, veja as opções em alta, conforme estudo feito pelas consultorias, Michael Page, Page Personnel e Page Talent:

  • Designer – especialista em UX
  • Cientista de dados
  • Desenvolvedor Mobile
  • Desenvolvedor de Python/Ruby
  • Gerente de Educação Continuada – Serviços clínicos
  • Office Manager
  • Analista de Planejamento Tributário
  • Analista Contábil
  • Analista de Desenvolvimento Organizacional
  • Supervisor de Planejamento e Controle de Produção
  • Analista de Compras

Graduação ou cursos técnicos

Para quem busca estabilidade de emprego e planejamento de carreira a longo prazo, optam por um curso de graduação. Mas, a realidade da maioria dos brasileiros por entrar o mais rápido possível no mercado de trabalho, leva a fazer um curso técnico.

É importante lembrar que algumas profissões podem estar em alta em um curto período, seja para suprir uma demanda de profissionais capacitados, sejam para dominar uma nova tecnologia. A lista de profissões que tornaram obsoletas é enorme.

Pesquisa realizada em 2015 na Autrália, pela Foundation for Young Australians (FYA) apontou que: “.. 60% dos jovens estão atualmente estudando ou treinando para ocupações onde pelo menos dois terços dos empregos serão automatizados nas próximas décadas

O relatório também afirma que: “.. a forma como trabalhamos vai mudar – uma maior automação, globalização e mais carreiras colaborativas e abertas podem ajudar a reduzir as barreiras ao trabalho e tornar nossas vidas trabalhadoras mais flexíveis e menos regimentadas..” fonte: independent.co.uk

Com base nessa pesquisa, percebe que, muitos desses 60% de jovens, poderiam evitar escolhas erradas. Basta pesquisar em informativos como esse aqui do NowPix sobre tendências do mercado de trabalho, para fazer uma escolha mais assertiva.

Apesar dos dados refletir uma realizada australiana, ela pode perfeitamente retratar o mercado de trabalho. Por sermos ainda uma economia em desenvolvimento, as interferências tecnológicas e da globalização, provocarão profundas transformações na relação trabalhador e emprego.